GOREBAHIA - A CRÍTICA DE CINEMA APONTA PARA O HORIZONTE

Com um longo tempo de estrada, o criador do site se sobressai como um dos visionários do cinema de gênero no país e apresenta uma perspectiva promissora para o fomento do cinema de horror no nordeste.

Nascido de um hobby pessoal do mestre em cultura, comunicólogo e designer Saul Mendez Filho, o blog GoreBahia surgiu como um espaço para a crítica casual do cinema de terror desde 2007. Tudo começou com um grupo de discussão na extinta rede social Orkut, criado para agregar os fãs do gênero de cinema no estado da Bahia. Desde então o espaço perpassou os sistemas de Blogger a Wordpress até virar uma página .com e finalmente se tornar um projeto com constância, padronização e objetivos no ano de 2016. 

Estimulando a apreciação do cinema fantástico no estado da Bahia, em menos de um ano o site alcançou mais de mil e quinhentos seguidores em sua página do Facebook, com uma média crescente de visualização mensal no blog e um Instagram que aumentou em 600% suas estatísticas de impressões por semana. O considerável crescimento acompanha a qualidade do material produzido: segundo Saul, “...é preferível focar em produzir textos criativos, que tragam algo novo ou uma perspectiva diferenciada. Existe um interesse maior quando planejo os textos do GoreBahia, que é o de agregar conteúdo; isso eu decidi fazer ao invés do que, infelizmente, boa parte dos sites fazem hoje em dia, que é reproduzir, falar mais do mesmo. É claro que esse posicionamento ‘artesanal’ prevê um crescimento bem mais lento, mas tende também a uma fidelização maior e a um alcance atemporal de público.” 
 

Remotamente da cidade de Ilhéus-BA, o GoreBahia se disponibilizou a colaborar no crescimento do Cine Horror como evento nacional, buscando o estímulo à produção e consumo do cinema fantástico no estado e no nordeste como um todo: “Precisamos pensar o audiovisual fora das barreiras comumente imaginadas. Existe o preconceito de que esse tipo de produção não dá retorno, que não há público, o que não é verdade. Temos grandes exemplos internacionais como o festival de Sitges, FantAsia, Fantasporto e, pra ficar apenas na América do Sul, o Buenos Aires Rojo Sangre e o FantasPOA logo ali em Porto Alegre. Só de visualizar que o gênero horror cresceu mundialmente com um universo de produtoras, profissionais, indústria de toys, quadrinhos, games, e que ainda possui um ciclo de eventos à parte do circuito de cinema corriqueiro - sendo tão grande e forte quanto - fica comprovado o poder econômico que circula nessa área do entretenimento. O sistema de vídeo sob demanda e streaming (Netflix, AmazonVideo) é um dos fatores que vem fortalecendo esse mercado. O que existe é um preconceito cultural, que tende, como todo preconceito, ao desuso”, afirma o criador do site. “É preciso fortalecer o audiovisual do nordeste, e o caminho mais próximo para expandir as fronteiras é o cinema de gênero”, conclui.

Na era do cinema de heróis, assistir a filmes de terror parece exótico e até ultrapassado. Mas os resultados do GoreBahia indicam o contrário - existe um público fiel e crescente disposto a investir tempo e dinheiro na área, além de produtores ávidos por espaço para exibir e divulgar seus filmes. A perspectiva de Saul Mendez Filho é, justamente, proporcionar espaços de potencialização para o desenvolvimento desse mercado nos próximos anos: “Hoje em dia boa parte de meus acessos são referentes a textos de muitos meses atrás, alguns até de anos atrás, como minha análise do Calígula de Tinto Brass. Existe sempre uma fatia interessada que chega até eles. É o que o Chris Anderson explica sobre o mercado de nicho, a ‘cauda longa’ da Internet. Isso representa um alcance atemporal que pode durar anos mesmo que a produção atual da página chegue a zero. Isso porque a busca não deixa de existir, porque o cinema de horror é imortal. O cinema de gênero é algo que está sempre em movimento, é um terreno fértil para o desenvolvimento do audiovisual na Bahia. O único impasse no momento é por conta dessa crise que existe no país. Mas existe um otimismo por parte da nova geração que deve diferenciar o clima no mercado ainda nestes próximos anos, torna-lo mais criativo, e uma dessas saídas criativas está justamente no mercado de entretenimento. Existe uma renovação constante no público que consome e no público que produz cinema de horror, e a intenção do GoreBahia é alimentar um e fomentar o outro; eu acredito que esse seja o caminho para um futuro grande”.

GOREBAHIA:
Twitter

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...